Mala de mão em excesso poderá ser barrada em voos domésticos

A Abear, associação que defende os interesse das principais empresas da aviação comercial no Brasil, vai começar a fiscalizar, a partir de amanhã, as malas com as quais os passageiros embarcarão. O monitoramento acontecerá antes mesmo da etapa do raio-X.

Em cada aeroporto haverá um período de duas semanas de caráter estritamente educativo, informando os passageiros sobre as medidas das bagagens de mão. Já a partir de maio, as malas fora do padrão precisarão ser despachadas nos balcões de check-in das companhias aéreas, estando sujeitos a cobranças de acordo com o tipo de franquia contratado para a viagem.

No total, 15 aeroportos brasileiros participam desta iniciativa (veja na lista a seguir). Na fase de implementação, foram divididos três grupos com início entre os dias 10 e 24 de abril.

MEDIDA PERMITIDA

 

Imagem enviada pela Abear
(Imagem: Abear)

A Abear segue os padrões da Iata em relação à bagagem a bordo, que exigem a medida máxima de 55 centímetros de altura x 35 centímetros de largura e 25 centímetros de profundidade.

AEROPORTOS E DATAS DE INÍCIO

10 de abril: Aeroporto de Brasília; Aeroporto de Curitiba, Aeroporto de Campinas-SP, Aeroporto de Natal
*Período de orientação ao passageiro: até 24 de abril
*Início da triagem: 25 de abril

17 de abril: Aeroporto de Confins (Belo Horizonte), Aeroporto de Fortaleza, Aeroporto do Recife, Aeroporto de Salvador, Aeroporto de Belém
*Período de orientação ao passageiro: até 1º de maio
*Início da triagem: 2 de maio

24 de abril: Aeroporto de Goiânia, Aeroporto de Porto Alegre, Aeroportos de Congonhas e Guarulhos (São Paulo), Aeroportos Galeão e Santos Dumont (Rio de Janeiro)
*Período de orientação ao passageiro: até 12 de maio
*Início da triagem: 13 de maio

 

Fonte: Panrotas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *